Os queijos mineiros levaram 66 medalhas no Araxá International Cheese Awards, concurso realizado dentro da programação da Expoqueijo 2021. Das 118 premiações entregues, Minas Gerais conquistou 22 medalhas de ouro, 19 de prata e 25 medalhas de bronze. A região da Alagoa liderou o quadro de medalhas, com 12 no total, seguida pela Mantiqueira (9), Araxá (7), Canastra (6) e Serro (5).

O estado de São Paulo ficou em segundo lugar, com 19 medalhas (5 de ouro; 10 de prata e 4 de bronze). Também foram premiados queijos de Rondônia e Goiás, com 1 medalha de ouro cada; Paraná (2 de prata e 3 de bronze); Rio Grande do Sul (1 de ouro e 1 bronze). O estado do Rio de Janeiro conquistou duas medalhas (1 de ouro e outra de prata); Santa Catarina e o Espírito Santo foram premiados com 1 medalha de bronze cada.


Concorrentes internacionais

Dentre os estrangeiros, os italianos conquistaram o Super Ouro, ficando à frente entre os 15 melhor pontuados que concorreram ao título de grande campeão. Além disso, a Itália conquistou mais cinco medalhas de ouro; 4 de prata e 2 de bronze.

Outro destaque foi a presença dos queijos peruanos, que premiados em várias categorias colocaram em evidência a produção do país. Foram seis medalhas, sendo três de ouro, duas de prata e uma de bronze. Portugal conquistou 1 medalha de prata e o queijo suíço inscrito foi premiado com medalha de bronze.

Os queijos inscritos no concurso foram categorizados em cinco famílias, de acordo com suas características. Foram consideradas quatro famílias-base para cada matriz leiteira: vaca, búfala, cabra, ovelha e misturado; e mais as subfamílias em tipo de leite cru e pasteurizado; além das subfamílias em tipo de tecnologias que são mais abundantes no universo queijeiro.

As categorias consideradas foram: Massas lácticas; Massas moles; Massas prensadas não cozidas (crus); Massas semi cozidas; Massas cozidas; Massas filadas; Fundidos e Inovadores (condimentados, imersos em bebidas etc.).

O Governo de Minas foi um dos realizadores do concurso internacional, que contou com a participação de mais de 800 queijos (550 queijos mineiros; 213 de outros estados brasileiros e 48 internacionais). Além dos brasileiros, estiveram representados no concurso queijos da Itália, Peru, Portugal, Argentina e Suíça.


Agenda

Além do concurso, feira e palestras, a Expoqueijo sediou um encontro entre a Secretária de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ana Valentini, e produtores de queijo mineiros. Durante a reunião, foram apresentadas as demandas e gargalos para o fortalecimento da atividade no estado. Os presentes também puderam tirar suas dúvidas e conversar sobre o processo de regularização.


Com o objetivo de expandir mercados e promover a troca de experiências, a secretária também recebeu, no sábado (6/11), uma comitiva da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, com a presença do secretário-executivo da pasta, Francisco Matturro. Na oportunidade, eles conversaram sobre as atividades do setor, além de possíveis projetos e parcerias.

Em visita à Expoqueijo Brasil, representantes da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), que promove a divulgação de produtos e serviços brasileiros no exterior, também estiveram reunidos com a secretária. Na pauta, novos encontros para debater o potencial dos queijos mineiros no mercado internacional.

A próxima edição da Expoqueijo será realizada no período de 11 a 14 de agosto de 2022, em Araxá.

Fonte: SEAPA