O Ministério da Saúde nomeou recentemente, o presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal (CRMV-DF), o médico-veterinário dr Lauricio Monteiro Cruz, para dirigir o Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde. A nomeação foi criticada, principalmente nas redes sociais, por muitos que desconhecem a importância dos médicos-veterinários e sua capacitação interdisciplinar para atuar em prol da saúde pública do Brasil.

Foram muitas as manifestações de apoio à dr. Laurício, dentre elas, o Deputado Estadual Coronel Henrique (MG), que também é médico-veterinário, apresentou um requerimento na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, solicitando uma manifestação de apoio ao dr. Laurício. “A saúde da humanidade passa diretamente pelo trabalho dos médicos-veterinários. É essa interdisciplinaridade e o conhecimento “fora da caixa”, da Saúde Única, que credenciou o médico-veterinário dr. Lauricio Monteiro, para coordenar o Programa Nacional de Imunização, que será tão importante para que possamos vencer a pandemia”, ressaltou o deputado.

Dr. Lauricio Monteiro é médico-veterinário formado, pelo Centro Universitário de Desenvolvimento do Centro Oeste (UNIDESC) e m tem mestrado pela Universidade de Brasília (UNB). Sempre trabalhou pela Saúde Pública e tem experiência na área de Saúde Coletiva e Vigilância Ambiental em Saúde, Vigilância Epidemiológica, Vigilância Sanitária e Vigilância do Trabalhador com ênfase em Zoonoses e Doenças transmissíveis. (veja mais detalhes na Plataforma Lattes).

O CRMV-MG ressalta que a Medicina Veterinária desempenha um papel de fundamental na Saúde Pública, com profissionais diretamente ligados a epidemiologia e as pesquisas de doenças como a Covid-19, entre outras como Raiva, Leishmaniose, Dengue, Febre-Amarela. O Médico-Veterinário traz na base da sua formação o entendimento de ecossistema, do coletivo, da espécie humana e das outras espécies animais. Então isso coloca o médico-veterinário numa posição chave para poder ajudar desenhar uma sociedade, um ecossistema em que se possa conviver com animais e o meio ambiente.