O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Minas Gerais, recebeu uma denúncia através de sua ouvidoria, dando conta de que um falso médico-veterinário, estaria atuando irregularmente em um pet shop no município de Pará de Minas.

Em trabalho de Fiscalização, o CRMV-MG identificou que o denunciado, utilizava um carimbo falso, com um número de inscrição inexistente neste Conselho profissional. A Fiscalização foi até o local, apreendeu o falso carimbo e cartões de vacina, e apresentou o caso à Polícia Civil, lavrando um boletim de ocorrência.

Assim sendo, a Polícia Civil realizou uma operação, na qual apreendeu o falso carimbo, um jaleco de trabalho, e outros documentos que comprovam a prática de procedimentos privativos aos médicos-veterinários devidamente inscritos. O homem responderá pelos crimes de falsidade ideológica e de exercício ilegal da profissão.

O CRMV-MG esclarece ainda que o indivíduo é estudante de Medicina Veterinária, no entanto, como não se trata de um profissional médico-veterinário devidamente inscrito, não é passível da abertura de um processo ético-profissional neste Conselho.