As parcerias entre o CRMV-MG e autoridades policiais seguem fortalecidas e se mostram cada vez mais eficazes.  Um exemplo é a comunicação direta entre o CRMV-MG e a Polícia Civil de Minas Gerais. Em caso recente no Norte de Minas, a Polícia identificou o exercício ilegal da Medicina Veterinária em um pet-shop na região e deu ciência ao CRMV-MG.

 

A delegada que acompanhou o caso informou que um rapaz exercia ilegalmente a profissão de médico veterinário no município mineiro. Segundo a dra. Lígia Barbieri, ele seria o responsável pelo estabelecimento e os procedimentos cirúrgicos eram feitos em uma clínica improvisada, que funcionava na parte dos fundos do pet-shop. Testemunhas relataram a morte de animais que passaram por cirurgia na clínica e o próprio jovem confirmou a realização de procedimentos no local.

 

O fiscal do Conselho que atua na região do Norte de Minas, esteve no local e constatou tratar-se de ambiente sem devidas condições sanitárias para realização de processos cirúrgicos. Quanto ao exercício ilegal, a Polícia civil encaminhou o inquérito à Justiça e em caso de condenação a pena pode chegar a 30 meses de prisão.

Assessoria de Comunicação CRMV-MG