A Prefeitura Municipal de Belo Horizonte divulgou nesta sexta-feira (26) novas medidas de contenção à Covid-19. A nova norma prevê medidas mais restritivas a partir da próxima segunda-feira (29), com permissão de funcionamento apenas de serviços essenciais na capital mineira, tal como ocorrido no mês de março.

 

Por tratarem-se de serviços de saúde, os estabelecimentos médico-veterinários (consultórios, clínicas e hospitais veterinários) estão autorizados a funcionar. Da mesma forma, os comércios de alimentos e medicamentos veterinários também podem manter-se abertos. Está autorizada, ainda, a realização de banhos terapêuticos, com foco na saúde animal. Por outro lado, estão temporariamente suspensos os serviços de estética (banho e tosa).

 

Nos casos em que há autorização para prestação do serviço, devem ser observadas as medidas de restrição e controle de público e clientes, bem como adoção das demais medidas estabelecidas pelas autoridades de saúde de prevenção ao contágio e contenção da Covid-19.

 

O responsável técnico pelos estabelecimentos deve adotar as medidas recomendadas pelas autoridades de saúde, tais como atendimento com hora marcada, higienização dos ambientes e higiene pessoal. Também se sugere que seja feita uma triagem no ato do agendamento, buscando informações sobre as condições de saúde do tutor, a fim de serem identificados sintomas indicativos de Covid-19, tais como congestão nasal, dificuldade para respirar, tosse, febre, mal-estar, dor de cabeça ou garganta; evitando o atendimento do animal no caso de haver suspeita.

O CRMV-MG segue atento às atualizações e recomendações das autoridades no intuito de contribuir para a informação dos profissionais e a contenção da Covid-19.

Belo Horizonte, 26 de junho de 2020.