O Conselho Regional de Medicina Veterinária de Minas Gerais esclarece que, todos os voluntários que resgataram animais em Brumadinho, devem destiná-los para a fazenda onde são realizados os procedimentos de acolhimento e tratamento. A medida deve ser tomada para que seus tutores, caso identificados, possam recebe-los de volta, assim como para que seja possível contabilizar com precisão o número de animais atingidos pelo rompimento da barragem.

Uma das responsáveis por coordenar as ações de resgate do CRMV-MG em Brumadinho, a médica veterinária dra. Ana Liz destaca que outro motivo para que os animais sejam destinados à fazenda é a necessidade de tratamentos com profissionais especializados. “Nossa equipe é composta por médicos veterinários experientes e especialistas em diferentes áreas, e é de suma importância que estes animais recebam os procedimentos de forma correta a fim de promover a sanidade animal”, afirma a também presidente da comissão de bem-estar animal do CRMV-MG.

As pessoas que resgataram e levaram animais de Brumadinho devem entrar em contato com o dique animal, no telefone: (31) 9-9745-7906, para proceder com a devolução.

Balanço

Segundo o boletim divulgado nesta quarta-feira (6), 128 animais estão acolhidos na fazenda viabilizada pela Vale, onde são realizados os procedimentos médico-veterinários necessários. Até o momento, a equipe da Brigada Animal, coordenada pelo CRMV-MG, já assistiu cerca de 350 animais em Brumadinho. Saiba mais em: https://bit.ly/2t53vu6