Em 23 de outubro de 1968 entrou em vigor a Lei nº 5.517, que regulamenta a profissão de médico veterinário e determina a criação dos conselhos regionais (CRMVs) e federal (CFMV) para realizar a fiscalização dos profissionais. Em dezembro do mesmo ano, a profissão de zootecnista foi institucionalizada pela Lei nº 5.550, que também é regulamentada e fiscalizada pelos CRMVs.

A legislação que regulamenta ambas as profissões tornou-se um marco histórico por reconhecer os esforços dos profissionais da área, além de enfatizar o papel que os médicos veterinários e zootecnistas têm na vida da sociedade. A promulgação das leis possibilitou não só a valorização profissional, como também ampliou as oportunidades no mercado de trabalho.

Neste ano de 2018, o sistema CRMV/CFMVs comemora 50 anos de existência e, ao longo deste período, tem sido um dos principais aliados dos profissionais da Medicina Veterinária e da Zootecnia, ampliando cada vez mais o seu papel de auxiliar os atuantes da área, além de defender o pleno exercício da profissão.

Presidente do CRMV-MG, dr. Bruno Divino Rocha enalteceu a importância do trabalho dos conselhos para a sociedade. “Cabe aos Conselhos fiscalizar o trabalho desempenhado pelos profissionais da Medicina Veterinária e da Zootecnia e contribuir para que a população receba produtos de origem animal de qualidade e tenha confiança nos serviços prestados. O sistema CFMV/CRMVs visa também a valorização profissional, bem como o pleno exercício da profissão e a ampliação do conhecimento. É um orgulho integrar este Sistema”, comentou.

 

Missão do CRMV-MG

“Promover o bem-estar da sociedade, disciplinando e fiscalizando o exercício da Medicina Veterinária e da Zootecnia, por meio de fiscalização educativa, do aprimoramento profissional dos médicos veterinários e zootecnistas, investindo em projetos de Educação Continuada e, principalmente, levando ao conhecimento da sociedade as atividades desenvolvidas por estes profissionais”.